Cuidado: criminosos se passam por servidores públicos para aplicarem golpes

Fique atento ao Golpe do IPTU que está ocorrendo na cidade. A Prefeitura não envia servidores para realizar medições ou solicitar cobranças em dinheiro. Qualquer informação deve ser tratada diretamente no Paço Municipal.

A partir de relatos de contribuintes, a Prefeitura de Porto Ferreira tomou conhecimento de que aproveitadores estão se passando por servidores municipais para entrar na residência de cidadãos e aproveitam da boa-fé dessas pessoas para praticar furtos ou cobrar dinheiro de taxas inexistentes.

Segundo os relatos, estes crimes têm atingido principalmente pessoas idosas. Os golpistas geralmente abordam os moradores pelo nome do proprietário do imóvel. Dizem que são servidores fazendo medições em residências para isenção de IPTU (Imposto Territorial e Predial Urbano), ocasião em que aproveitam para praticar pequenos furtos.

Em outras vezes, cobram também taxas sobre essas visitas. Ou ainda dizem que a pessoa tem débitos com o município ou com o extinto Saef (Serviço de Água e Esgoto de Porto Ferreira) e que estão ali fazendo uma cobrança para regularizar a situação do morador.

A Prefeitura de Porto Ferreira esclarece que:

1 – Servidores municipais não realizam medições no interior de imóveis residenciais a fim de comprovar condições para conceder isenção de IPTU a idosos. Muito menos cobram taxas por esse serviço.

2 – Servidores municipais realizam, sim, vistorias externas em imóveis residenciais, porém sem manter contato com o proprietário ou morador.

3 – O recolhimento de qualquer tipo de taxa municipal só é feito mediante a expedição de guia pela Prefeitura, sendo paga em agência bancária credenciada ou lotéricas. Nunca o pagamento deve ser feito diretamente a servidor público.