Novo governo municipal toma posse com discurso de união, esperança e responsabilidade
Prefeito Rômulo Rippa, vice-prefeito Saldanha Leivas Cougo e vereadores empossados

Rômulo Rippa tomou posse como prefeito de Porto Ferreira em sessão solene realizada na manhã de sábado (31/12), no prédio da Câmara Municipal. No ato, também foram empossados o vice-prefeito Saldanha Leivas Cougo e os 11 vereadores do município. O evento iniciou pouco após as 10 horas e reuniu grande público.

A sessão foi prestigiada por autoridades municipais, líderes religiosos e demais convidados. Entre eles, o presidente nacional do PSD – partido do prefeito empossado – e presidente nacional dos Correios, Guilherme Campos.

A solenidade foi aberta pelo então presidente da Câmara, vereador Luiz Antônio de Moraes, o Maguila, que na sequência passou a palavra a Marcelo Ozelin, candidato a vereador mais votado nas eleições de 2 de outubro. Este, por sua vez, anunciou, um a um, os novos vereadores, o prefeito e vice, sob intensos aplausos. O vereador Miguel Bragioni, o segundo mais votado, secretariou os trabalhos.

Desafios
Na tribuna, o prefeito Rômulo Rippa falou dos desafios e da responsabilidade que terá pela frente no novo cargo. “Eu arrisco aqui dizer que, na história de nossa cidade, nunca existiu um teor tão alto e tão forte de esperança na vida pública como nós encontramos hoje em Porto Ferreira. Um teor de esperança que nos move, que nos motiva e nos encoraja a seguirmos firmes em uma caminhada séria, ética, moral e, acima de tudo, pelo bem e pelo interesse público de nossa cidade”, disse.

“Ao mesmo tempo em que temos toda essa esperança, esse apoio popular, confirmado aqui pela grande e expressiva quantidade de ferreirenses que, assim como nós, eleitos, são apaixonados por esta cidade e querem o melhor dela, nós também recebemos uma alta carga de responsabilidade. Confirmar essa esperança é uma responsabilidade muito grande”, continuou.

Rômulo disse que os 8 anos em que exerceu o cargo de vereador o ensinou o valor e a importância “do diálogo, do respeito e, principalmente, de cultivar, na opinião do adverso, um sinônimo de qualidade”. E reafirmou a importância do Poder Legislativo e a união com os vereadores para alcançar grandes conquistas. “Tenham, da nossa parte, as portas abertas, os ouvidos atentos, e os corações sempre serenos para acolhermos as opiniões, os projetos e as iniciativas de vocês sempre que assim for pelo bem do município”, falou dirigindo-se aos vereadores recém-empossados.

Para a população, Rômulo ressaltou que fará um governo aberto, transparente e sincero. “Nós vencemos esta eleição falando a verdade. Dizendo muitos ‘nãos’. Mas preferindo sempre assumir compromissos que só pudessem ser cumpridos. E o mandato, devido a esse momento econômico que o nosso país passa, também será assim. Não podemos dizer que vão ser 4 anos de inúmeros investimentos. Mas, o nosso compromisso de que tudo aquilo que estiver ao nosso alcance será realizado e aquilo que não puder ser feito sempre terá uma satisfação, uma justificativa à altura da dignidade, da honestidade não só nossa, mas do contribuinte e do cidadão ferreirense”, finalizou.

Fotos da solenidade de posse

Transmissão de cargo
Após a solenidade na Câmara Municipal, os novos prefeito e vice se dirigiram ao Paço Municipal para a transmissão do cargo, onde estava presente Renata Braga, prefeita no período 2013-2016, que fez um discurso de agradecimento e entregou as chaves da cidade.

Também usaram a palavra o procurador administrativo da Prefeitura, o advogado José Roberto Carvalho, o vice-prefeito Saldanha Leivas Cougo e o presidente dos Correios, Guilherme Campos.

Rômulo Rippa fechou os discursos, novamente falando em união, responsabilidade e trabalho. Agradeceu a presença de todos, dos familiares, da ex-prefeita e dos convidados.

Ele lembrou o fato de ter sido o vereador eleito mais jovem da história, aos 19 anos, e agora também o mais jovem prefeito eleito. “Muitas pessoas pensam que meu grande objetivo era ser prefeito de Porto Ferreira. Não é. Meu grande objetivo é servir Porto Ferreira”, destacou.

Fotos da trasmissão de cargo

Perfil
Rômulo Luís de Lima Ripa é administrador público formado pela Universidade Júlio de Mesquita Filho (Unesp) de Araraquara (SP), e mestrando na Unicamp, campus de Limeira (SP), onde é pesquisador na área de Modernidade e Políticas Públicas. É diretor e proprietário da empresa Análise, Consultoria e Assessoria em Gestão Pública (AGAGP), que presta assessoria a prefeituras e a órgãos públicos.

Rômulo nasceu em Santa Rita do Passa Quatro (SP). É filho do empresário Adhemar Ripa e da professora Valquíria Aparecida Francisco de Lima. Desde os tempos de ensino fundamental e médio, o estudante Rômulo Rippa já se destacava como líder entre os jovens. Aos 13 anos, coordenou seu primeiro projeto em Porto Ferreira, na Escola Municipal de Ensino Fundamental, Emef Professora Nadir Zadra Ribaldo, no Jardim Alto do Serra D´Água: ensinar matemática às crianças de quarta série da rede de ensino municipal. O resultado da iniciativa garantiu ótimo desempenho dos alunos em provas e olimpíadas matemáticas e ganhou destaque na imprensa local.

Como líder da juventude, participou ativamente, por dois anos, do Conselho Municipal de Ajuda e Solidariedade ao Portadores do Vírus HIV (Comaspa). Promoveu visitas aos pacientes com uma simples missão: dialogar e conhecer melhor os que conviviam com aquela realidade. Ainda no Comaspa, Rômulo realizou bazares para arrecadação de fundos e para compra de cestas básicas para as famílias das vítimas da AIDS.

Há nove anos é locutor voluntário na Rádio Comunidade FM, de Porto Ferreira, emissora em que apresenta, nas manhãs de sábado, o programa “Entre Amigos”. Em 2008, fez história: tornou-se o mais jovem vereador eleito de Porto Ferreira, com 922 votos. Em sua carreira política, como vereador, participou da fundação do Partido Social Democrático (PSD), sigla pela qual foi reeleito para a Câmara Municipal em 2012, com 1.476 votos, o segundo vereador mais votado na ocasião.

Durante seus 8 anos de mandato na Câmara Municipal, fiscalizou o uso do dinheiro público como poucos o fizeram. Conquistou também recursos para o município junto aos governos estadual e federal. Foi autor de dezenas de leis e propôs projetos que contribuíram com a melhoria de vida da população de Porto Ferreira.