Vereadora busca número de moradores que necessitam de residência inclusiva

Na última sessão, vereadora Luciane Lourenço fala sobre seu requerimento

A vereadora Luciane Lourenço (PSD) apresentou, na sessão de segunda-feira (20/09), o Requerimento nº 431/2021 solicitando informações quanto a quantidade de pessoas que necessitam de residência inclusiva no município.

Na discussão do requerimento, a parlamentar relembrou a sua visita na APAE, juntamente com a vereador Priscila Franco (PSDB). “Nós estivemos por duas vezes lá onde fomos recebidas pela Meire, diretora-geral, e o Bruno, diretor administrativo.”

Durante a visita, Luciane Lourenço se deparou com uma situação que a fez elaborar a matéria. “Fomos perguntando, conhecendo e um caso em que a criança é especial, o pai, a mãe e mais um irmão têm síndrome me chamou atenção. Eu fiquei preocupada porque é um caso de residência inclusiva”, explicou.

Após a visita, a vereadora esteve com o presidente da Associação Viva a Vida e relatou a situação a ele. “Conversando o professor Alexandre, que vai estar em parceria com o prefeito Rômulo Rippa para a Casa de Passagem, ele falou que existem mais casos. Por isso, gostaria de saber quantas famílias necessitam de residência inclusiva”, concluiu Luciane Lourenço.

O requerimento foi aprovado por todos os vereadores presentes na sessão e segue para que os órgãos oficializados respondam.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira