Espera por cirurgias eletivas levanta preocupação na Câmara Municipal

Vereadora Priscila Franco fez requerimento questionando a demora para a realização das cirurgias

Na 27ª Sessão Ordinária, realizada na segunda-feira (01/08). A vereadora Priscila Franco (PSDB) levantou questionamentos sobre a espera para a realização de cirurgias eletivas, por meio do Requerimento nº 416/2022.

A parlamentar recebeu a reclamação de idosos e pessoas em extrema vulnerabilidade que necessitam realizar cirurgias. Mas que estão na espera desde antes do início da pandemia. No requerimento, Priscila Franco cita que o Governo do Estado de São Paulo lançou um mutirão para tentar zerar a fila de espera. E que tem mais de 540 mil moradores do estado de São Paulo, até outubro desse ano.

Na discussão do requerimento, o presidente da Câmara, vereador Alan João (PSD), destacou a importância dos questionamentos. “Quero fazer algumas considerações em relação ao requerimento da vereadora Priscila.

Esse munícipe necessita realizar uma cirurgia por conta dessa infecção. O Governo do Estado, além de desrespeitar, em primeiro lugar, o munícipe pagador de impostos, desrespeita uma ordem judicial. É um absurdo, eu nunca vi isso na minha vida”, declarou Alan João.

O presidente lembrou que esse é apenas um caso. “A vereadora Priscila cita casos de pessoas que também estão aguardando em fila de dois, três anos. Esse mutirão que a senhora falou no requerimento eu não vi até agora, não está resolvendo de forma nenhuma a fila de espera. Qualquer vereador que anda na rua pelo município vai notar e vai conhecer muitas pessoas que estão aguardando a cirurgia de competência do Governo do Estado.”

Alan João citou que a Secretaria Municipal de Saúde tem feito um bom trabalho com os munícipes que estão na espera por cirurgia.

Além de estarem prestando esse atendimento, a própria secretária de Saúde Vera Visolli enviou um ofício solicitando a cirurgia para o munícipe. “É muito gratificante saber que o município tem tentado viabilizar de todas as formas, mas são cirurgias que não são da competência do município. Nesse caso específico, a própria Secretaria de Saúde formalizou um ofício para DRS de Araraquara da situação do paciente”, concluiu o presidente.

O requerimento foi aprovado por todos os vereadores constando as ausências dos vereadores Élcio Arruda (MDB) e Ricardo Patroni (PSD) e será encaminhado para que a Secretaria Municipal de Saúde responda dentro do prazo regimental.

Por Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Porto Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.